top of page

Buraco de minhoca simulado pela primeira vez em computador quântico



A união entre Caltech, Harvard, MIT, Fermilab e Google conseguiu, pela primeira vez, simular um "buraco de minhoca" em um computador quântico. O estudo foi publicado na revista Nature. Wormhole, buracos de minhoca, Ponte de Einstein-Rosen. São muitos os nomes para essa teoria que não é recente.


De modo simplificado, os buracos de minhoca são uma comunicação formada entre pontos distantes no universo. Imagine entrar em um túnel no seu quintal, e sair no quintal de alguém na Nova Zelândia.


Como funciona um computador quântico?



Matematicamente, na teoria da relatividade geral, Einstein havia descrito que a deformidade do espaço-tempo, poderia criar esse tipo de comunicação, permitindo a transferência de um plano para outro.


A deformação do espaço tempo geraria uma aproximação dos planos, abrindo uma passagem, conhecida como buraco de minhoca


Mas existem alguns impasses para estudar se esses atalhos universais de fato existem. Entre eles, conseguir realizar uma ligação entre física quântica e gravidade. Aparentemente, esses dois campos da física não se conversam, mas, os esforços em conjunto dos pesquisadores, aliado à tecnologia quântica do Google, pode ter mudado esse panorama.


O que é o emanharamento quântico?


Utilizando um computador quântico, com processador Sycamore, os pesquisadores conseguiram rodar uma versão simplificada da gravidade, comportada pelo processador, e simular buracos de minhoca.


Apesar de parecer simples, para que o sistema funcione, ele deve rodar em condições ideais, com o input certo de energia para que o atalho seja criado.


Com uma pitada de milhares de cálculos, uma gota de tecnologia de ponta, e mais um tanto de machine learning: que haja buraco de minhoca atravessável. Os pesquisadores conseguiram, pela primeira vez, não apenar "criar" um buraco de minhoca, mas também atravessar informações entre os planos gravitacionais simulados. Por: TechMundo em 07/12/2022

9 visualizações0 comentário
bottom of page