Com mercado aquecido, Dicomp ganha espaço na venda de equipamentos para geração solar no Brasil


A Dicomp, uma das cinco maiores fornecedoras de equipamentos de tecnologia no segmento multisoluções do país, vem se destacando no fornecimento de tecnologia para geração distribuída no país. Em um ano de atuação no segmento, os sistemas de geração fotovoltaicos fornecidos pela empresa já geraram, em média, o equivalente a 3 GWh/ano – o suficiente para abastecer mensalmente 1.500 residências com consumo médio de 200 KWh/mês. O volume de energia gerado evitou a emissão de 2,3 toneladas de CO², o que equivale ao plantio de mais de 1,3 milhão de árvores.

Somente no Paraná, onde a empresa está localizada, cerca de 300 projetos de geração solar fotovoltaica utilizam equipamentos fornecidos pela Dicomp. Outros 500 estão distribuídos nos demais estados brasileiros. O mercado de geração solar vem ganhando cada vez mais espaço entre os consumidores e crescendo exponencialmente no Brasil. O expressivo aumento nas vendas é consequência, principalmente, da elevação das tarifas de energia elétrica, da conscientização sobre a necessidade de usar fontes de energia renováveis (e mais limpas) e, mais recentemente, da ameaça de um apagão devido à crise hídrica. Para os consumidores, o grande atrativo de ter geração própria de energia é o desconto na conta de luz que pode chegar a até 90%.

Um novo impulso para a ampliação do mercado de sistemas fotovoltaicos deve ocorrer com o marco legal da geração distribuída de energia que, em agosto, foi aprovado pela Câmara dos Deputados e prevê a manutenção das atuais regras de compensação de energia para sistemas conectados até a publicação da lei. Isso significa que permanecem isentos de cobrança pelo uso da rede de distribuição até 2045. Os projetos instalados após a publicação da lei serão enquadrados na regra de transição, que isenta o pagamento de tarifa por seis anos. A aprovação da proposta depende ainda da aprovação pelo Senado.

“Em um ano, as vendas de equipamentos para geração solar fotovoltaica atingiram 15% de nosso faturamento. Nossa expectativa é que com o aumento da demanda, em virtude da aprovação do marco legal e dos efeitos da crise hídrica, esse percentual chegue a 40%”, afirma o CEO da Dicomp, Filipe Favoto.

Ações empresariais

Com apenas um ano de atuação no mercado de energia solar, a Dicomp vem ampliando seu portfólio de produtos, que conta com tecnologia de última geração. Os equipamentos de geração solar fotovoltaica comercializados pela empresa atendem projetos de todos os portes, seja para propriedade residencial, empresarial ou rural.

Além disso, a Dicomp disponibiliza uma linha de crédito com condições específicas para aquisição de sistemas de geração fotovoltaicos, cujo prazo de pagamento se estende pelo tempo estimado para o retorno do investimento.

A Dicomp dispõe das soluções tecnológicas mais adequadas para cada projeto e atua em parceria com seus clientes, investindo e agregando cada vez mais serviços para oferecer as ferramentas e o suporte necessários.

16 visualizações0 comentário