Santa Casa realiza primeira cirurgia robótica em criança


Texto e foto originais publicados em santacasa.org.br


No mês em que se celebra o dia das crianças, o Instituto de Cirurgia Robótica Helda Gerdau Johannpeter da Santa Casa realizou sua primeira cirurgia robótica em uma criança, com apenas quatro anos de idade. O procedimento de pieloplastia assistido pela nova tecnologia foi liderado pelo cirurgião pediátrico Rafael Deyl.


Com o diagnóstico de estenose da junção pieloureteral (uma má formação no rim), a pequena Olívia foi submetida à cirurgia na tarde de quinta-feira, dia 7 de outubro, e recebeu alta já no domingo de manhã. Além da rápida recuperação, como destaca Deyl, a intervenção robótica possui uma série de benefícios para os pacientes, como a diminuição da dor pós-operatória, redução do risco de infecção e de sangramento, aliados a maior precisão cirúrgica. “A cirurgia robótica abre um campo muito maior para cirurgias minimamente invasivas em crianças e que os procedimentos tradicionais nos restringiam pelas limitações de movimentos”, afirmou Deyl.


Robô Da Vinci Xi


O Robô Da Vinci XI, cuja versão de atualização é a mais moderna do Rio Grande do Sul, pode ser usado para acessos remotos tanto em cirurgias tradicionais como de altíssima complexidade, apresentando um importante benefício estético para o paciente. Além dos procedimentos cirúrgicos desempenhados pelo robô, o Instituto também é responsável pelo Centro de Formação em Cirurgia Robótica da Santa Casa, que promove treinamentos a médicos cirurgiões de todo o país, em parceria com a Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

3 visualizações0 comentário