Startup aprimora tecnologia que avalia a absorção de produtos tópicos pela pele


A Eleve Science, startup ligada ao Supera Parque de Inovação e Tecnologia, desenvolveu uma pele humana reconstituída em laboratório capaz de avaliar a absorção de produtos cosméticos e farmacêuticos como cremes, géis, pomadas e sprays quando aplicados sobre a pele. O objetivo do teste, entre outros, é entender como os ativos que compõem os produtos fabricados pela indústria farmacêutica, cosmética, química e veterinária se comportam na pele do usuário, se seus ativos podem ou não atingir a corrente sanguínea e quanto tempo leva o processo de absorção, por exemplo.

O ensaio é realizado por meio do processo de permeação cutânea in vitro que utiliza células de difusão de Franz e, além do uso de membranas já comumente empregadas como membranas sintética e pele de orelha de porco, a equipe também utiliza a pele humana reconstituída em laboratório, uma tecnologia inovadora desenvolvida pela Eleve Science.

De acordo com a Dra. Nayara de Albuquerque, Pesquisadora Sênior e Gerente de Inovação da Eleve Science, essas respostas geram um impacto muito relevante tanto para a indústria como também para o consumidor, no que tange a economia e o grau de confiança em relação à segurança e eficácia dos produtos.

“Nós conseguimos descobrir se as substâncias estão permeando através da pele ou se ficam retidas. Inclusive, é possível entender até quais camadas da pele a substância está conseguindo alcançar. É relevante também considerar que algumas formulações devem ter seu efeito sobre a pele, como é o caso de protetores solares e repelentes e, nestes casos, não devem apresentar capacidade de penetração na pele. O uso do ensaio de permeação in vitro gera economia para as empresas na fase de desenvolvimento de novos produtos e também maior confiança na performance desses”, explica a pesquisadora.

Performance do ensaio


“O estudo de permeação cutânea de uma forma geral auxilia muito na etapa de otimização de formulações dos produtos de uso tópico. Isso significa que, com a realização dos testes, é possível entender qual formulação está promovendo uma melhor absorção das substâncias, conforme o desejo e a necessidade do cliente”, destaca a pesquisadora.

O processo pode ser utilizado como ferramenta de triagem de formulações durante a fase de pesquisa e desenvolvimento pelas indústrias farmacêuticas, de cosméticos, químicas e veterinárias. Além disso, o ensaio é também recomendado para fins de registro por agências nacionais e internacionais.

A ANVISA, por exemplo, destaca o uso da permeação cutânea durante o desenvolvimento de produtos tópicos e transdérmicos, assim como na comparação de medicamentos genéricos com o de referência, além de ser uma ferramenta muito útil para acompanhar o desempenho do produto ao longo do ciclo de “vida” do medicamento. O grande diferencial da Eleve Science neste ensaio é o emprego da pele humana reconstituída em laboratório, trazendo benefícios adicionais para o estudo, tal como o uso da pele metabolicamente ativa e uso de pele humana customizada para um produto específico, como pele danificada/lesionada.

Melhoria e segurança da permeação


Para a pesquisadora, esse ensaio ajudará diversas empresas, principalmente no momento de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de um novo produto. “O que acontece hoje é que as empresas passam anos para desenvolver um novo produto e, muitas vezes, apenas no final desse desenvolvimento buscam entender a performance e o comportamento daquela formulação. O ensaio de permeação cutânea pode auxiliá-los em todas as etapas do desenvolvimento desse produto, desde o início. Fica mais fácil escolher a formulação mais promissora e, assim, obter o produto desejado com sucesso. E claro que isso gera impacto financeiro, pois o processo atende melhor às expectativas de desenvolvimento do produto e evita frustrações em perda de tempo e investimento”, destaca.

E a pesquisadora completa que a população também é beneficiada com essa tecnologia: “Existe o benefício direto não só para as indústrias, como também para a população em geral que consome estes produtos, pois existe o benefício de saber que estão adquirindo produtos com a performance comprovada. Além disso, o método empregado pela Eleve Science vai de encontro com as tendências globais de redução no uso de animais”, finaliza.

2 visualizações0 comentário